Canal Içara

Canal Içara

25 de novembro de 2020 - 14:09
Política »
Jornal divulga denúncias sobre eleições
01/05/2009 às 16:58 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Duas páginas foram utilizadas para relatar as possíveis irregularidades cometidas pela coligação “Por uma Içara mais humana” nas eleições de 2008. Conforme consta na reportagem, pessoas ligadas ao atual governo teriam negociado a fraude de uma máquina, onde estariam registradas as compras de combustível em nome do prefeito Gentil Da Luz. Os trechos das gravações originais, obtidas pelo PP, estão na edição desta sexta-feira, dia 1º. Em algumas bancas, os exemplares já foram esgotados.

Acesse:
» Arquivos evidenciam edição
» PMDB diz não saber das gravações
» Áudio sobre eleições vaza na web

“Mas tu acha que o cara vai se arriscar... ele vai se arriscar quebrar o não sei o que do posto, fazer todas as cagadas, sem ter sequer uma segurança do abastecimento da prefeitura”, destacou a publicação içarense. “O China que abasteceu e o Má botou como se tivesse sido o Gentil. Só que as notinhas... assim ó... quando o China vinha abastecer, ele tinha mais de um carro. Vinha tipo... três carros... aí abastecia três notas uma atrás da outra”, consta parte dos áudios.

Para o embasamento da reportagem, o Jornal Agora também teve acesso às gravações anexadas ao pedido de cassação do atual prefeito, Gentil Da Luz. Mas, diferente do Canal Içara, os arquivos analisados foram os originais. Além de áudio, o periódico semanal também averiguou vídeos mostrando pessoas ligadas ao PMDB de Içara. Segundo o documento registrado na Comarca Judicial de Içara, estão envolvidos no escândalo do combustível o ex-candidato a vereador, Adair Benjamin de Souza (China), Paulo Preis e Adilton Tramontin.


O QUE DIZ A IMAGEM DESTACADA PELO JORNAL?

A imagem utilizada para ilustrar esta página é uma cópia do mesmo documento exibido pelo Jornal Agora. Nele, duas falas tiveram destaque. A primeira é do advogado da coligação “Por uma Içara mais humana”, Paulo Preis. E a segunda é de China. Confira elas na íntegra, conforme transcrição judicial:

Paulo Preis: “Exatamente. Se ele é bo... se ele... se ele... se ele for faze o abastecimento no Posto Liri, ta, se ele aluga o Posto Liri, eu te digo o seguinte: mais da metade da gasolina vocês compram com ele”.

China: Entendesse, então quer dizer, aí o Tramontin vem sozinho falar com o cara. O cara ta arisco. O cara ta arisco porque daí tu não veio mais, o outro não veio mais, eu nãi via mais, o cara arriscou-se. O cara arriscou-se. É como diz ele: ‘O China, eu to botando o meu posto, to botando as coisas tudo na mão de Nossa Senhora, daqui a pouco dá uma fiscalização e eu to ferrado...’”.
+ Política
Participe também com seus comentários

últimas notícias