Canal Içara

Canal Içara

20 de outubro de 2021 - 14:40
Política » Escândalo das Cédulas
Juiz nega revogação de liminar
18/08/2011 às 19:47 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Uma nova tentativa de retorno ao presidente da Câmara Municipal de Içara, Darlan Carpes (PP), e da Cooperaliança, Pedro Deonízio Gabriel (PP), foi negada nesta quinta-feira, dia 18. A manutenção da medida cautelar foi determinada em primeira instância pelo juiz Sérgio Renato Domingos. Isto em ação penal desencadeada no escândalo das cédulas.

Conteúdo relacionado:
Especiais » Acompanhe mais notícias sobre o escândalo das cédulas


"A [decisão] inicial encontra-se formalmente perfeita, em consonância com o artigo 41 do Código de Processo Penal", manifestou o titular da segunda vara da Comarca de Içara. O trecho da lei mencionado por ele referencia que a “denúncia ou queixa conterá a exposição do fato criminoso, com todas as suas circunstâncias, a qualificação do acusado ou esclarecimentos pelos quais se possa identificá-lo, a classificação do crime e, quando necessário, o rol das testemunhas”.

Conforme o advogado de defesa, Ivo Carminatti, o pedido de revogação foi realizado junto com a apresentação de atas. Os documentos inseridos no processo tinham por objetivo caracterizar que não houve pressão dos acusados sobre os demais vereadores. Agora o recurso no Tribunal de Justiça, em Florianópolis, passará a ser então o próximo passo.

Na ação penal que envolve ainda os vereadores Acirton Costa (PMDB) e Itamar da Silva (PP), os crimes denunciados são de constrangimento ilegal, falsificação de documento público e/ou prevaricação e advocacia administrativa. Quanto a estes dois vereadores, contudo, foi interposta transação penal. Isto significa um acordo para que eles não sigam no processo desde que cumprido os termos determinados junto ao Ministério Público.
+ Política
Participe também com seus comentários

últimas notícias