Canal Içara

Canal Içara

15 de janeiro de 2021 - 23:43
Política »
Moisés é absolvido no caso do reajuste dos procuradores e retorna ao cargo
27/11/2020 às 14:36 | Redação | com a colaboração de Marcelo Espinoza, da Agência Alesc
Por 6 x 3 e uma abstenção, o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) foi absolvido da acusação de crime de responsabilidade na concessão de reajuste salarial aos procuradores do Estado. A sentença foi proferida na sessão do Tribunal Especial de Julgamento, realizada no Plenário da Assembleia Legislativa, na tarde desta sexta-feira, dia 27.

Com a decisão, Moisés retornará ao cargo de chefe do Poder Executivo. Ele estava afastado das funções desde 27 de outubro, quando o tribunal acatou a denúncia contra ele e deu início ao julgamento. Para que Moisés fosse condenado e perdesse em definitivo o cargo de governador, eram necessários, no mínimo, sete votos pela condenação (2/3 dos 10 membros do tribunal).

A sessão de julgamento que absolveu Moisés começou por volta das 9h com a leitura de um resumo sobre o processo. Em seguida, o autor da representação que resultou no pedido de impeachment, o defensor público Ralf Zimmer Junior, manifestou-se sobre a denúncia. O governador, que poderia se manifestar durante a sessão, não compareceu.

Segundo impeachment

Moisés ainda responde a um segundo processo de impechment, referente ao caso dos respiradores comprados junto à Veigamed e à tentativa da contratação de hospital de campanha em Itajaí, entre outras supostas ilegalidades. Este processo aguarda a votação do relatório pelo acatamento ou arquivamento da denúncia, o que deve ocorrer ainda este ano.
+ Política
Participe também com seus comentários

últimas notícias