Canal Içara

Canal Içara

22 de outubro de 2019 - 06:38
Segurança »
Imagens revelam participação de outro preso no assassinato de Faustão
31/08/2007 às 10:49 | jornalagoraonline.com.br
Filmagens do circuito interno de câmeras do Complexo Penal de São Pedro de Alcântara, divulgadas na terça-feira, 28, revelaram a participação de um terceiro preso no assassinato de Dorval Miziaeski (Faustão), 40 anos. O crime ocorreu no dia 21 deste mês. J.W., de 41 anos, e L.G., de 30 anos, foram apontados como os assassinos. Eles utilizaram estiletes para matar Faustão. O detento que foi preso residia em Içara, e foi sepultado no Cemitério Municipal, na quinta-feira, dia 23.

As imagens mostram Faustão no pátio interno da unidade prisional de segurança máxima de SC. Ele foi cercado e derrubado pelos dois detentos. Um deles imobilizou Faustão, que foi perfurado 70 vezes. Com base nas imagens, a policia pretende identificar um terceiro criminoso que estaria envolvido no homicídio. O crime ocorreu no pavilhão quatro, onde estão os criminosos mais perigosos do Complexo, que fica à 192km de Içara, e 29km de Florianóplis.
O motivo para o homicídio teria sido desentendimentos não resolvidos entre os agressores e Dorval. Eles já cumpriram pena no sul do estado, onde os problemas iniciaram. Com os dois acusados foram aprendidos dois estiletes. Ambos foram confeccionados pelos próprios detentos. Eles responderão criminalmente pelo homicídio cometido.

Após a morte de Faustão, os internos iriam iniciar uma rebelião. Com a chegada da Polícia Militar no local, eles aceitaram voltar para as suas celas. Segundo o diretor do Departamento de Administração Prisional (Deap), José Henrique da Costa, não houve relação entre o início de rebelião e o homicídio. Por precaução, 15 PMs foram destacados para reforçar a segurança.

Conforme os processos criminais dispostos no Tribunal de Justiça de Santa Catarina, Dorval foi preso devido a assaltos e tráfico de drogas. Em 2006, a Polícia Civil aprendeu 200 gramas de crack, suficientes para fazer 1,5 mil pedras da droga, além do recolhimento de balanças de precisão, fitas, revólveres e uma motocicleta. Os objetos e o veículo foram encontrados em duas casas de Faustão. Uma delas no centro de Içara e outra na localidade de Divinéia, no Balneário Rincão. Devido ao seu histórico criminal, ele iria cumprir mais de oito anos de prisão.
+ Segurança
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas