Canal Içara

Canal Içara

19 de junho de 2019 - 18:45
Segurança » Caso Paulo e Solange
Polícia gaúcha indicia sete pessoas
18/11/2015 às 13:00 | com informações da assessoria
Diego Figueira [Diário de Canoas]
A Delegacia de Polícia de Homicídios e de Proteção à Pessoa de Canoas apresentou o fechamento do inquérito policial referente ao casal Paulo César Raichaski, de 42 anos, e Solange de Lima Vargas, de 35, na manhã desta última terça-feira, dia 17. Segundo o delegado Marco Guns, foram ouvidas 24 testemunhas, realizadas cinco perícias e analisadas mais de 200 horas de imagens de 30 câmeras diferentes. A Polícia Civil indiciou ao todo sete pessoas pelo crime. Apenas uma está foragida.

“Olhamos todos os passos realizados, por onde os criminosos passaram com as vítimas e compras realizadas por eles”, relata a autoridade policial. Além disso, foram recuperados os celulares das vítimas carbonizadas dentro de um Chery Face no dia 26 de agosto na BR-448, na Prainha de Canoas, que estavam em poder de terceiros, moradores de Esteio. “Estas pessoas foram enquadradas por receptação culposa, por estarem com os pertences do casal executado”, complementou o delegado.

A motivação do crime foi um imóvel de R$ 80 mil no Balneário Rincão. O casal acabou atraído até São Leopoldo (RS) para receber o pagamento. Todavia, viraram alvo de uma emboscada e foram torturados. A transferência de um carro avaliado em R$ 10 mil em cartório como pagamento do imóvel até então em negociação foi registrada dois dias após o crime brutal. Saques chegaram a ser realizados na Caixa Econômica Federal de Canoas no mesmo dia do duplo homicídio. Com os cartões das vítimas foram adquiridos também dois celulares.
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas