Canal Içara

Canal Içara

03 de junho de 2020 - 13:16
Segurança »
Registrados 23 casos de violência sexual este ano em Içara
18/08/2006 às 09:22 | Francis Leny / Jornal da Manhã
Os números são alarmantes. Segundo dados do Conselho Tutelar de Içara, a cada mês, no mínimo, uma criança ou adolescente é vítima de abuso sexual na cidade. Em sua maioria, os agressores são pessoas da própria família. Nestes oito meses, as conselheiras tutelares registraram na cidade 23 casos da violência. Na última semana, o Jornal da Manhã divulgou a notícia de uma menina de 7 anos que sofreu violência cujo autor era o próprio tio. Nesta quarta-feira, uma adolescente de 17 anos foi estuprada pelo cunhado de 24. A garota, que possui necessidades especiais, estava residindo na casa da irmã, em Balneário Rincão. Há dois anos, ela já foi afastada da casa da mãe porque também teria sido vítima do padrasto.

De acordo com o delegado de Içara, Alam de Amorim, o caso da adolescente de 17 anos veio à tona depois que a vítima contou da violência sofrida pelo cunhado à assistente social da Apae. Ele teria aproveitado a ausência da esposa e violentado a garota. Ontem ela foi submetida a exame de conjunção carnal.

Foi instaurado inquérito policial para investigar o caso. A polícia, que espera o resultado oficial do exame de conjunção carnal, vai ouvir a vítima, o acusado e testemunhas. O delegado pode pedir a prisão preventiva do jovem. "Há dois anos, foi registrado abuso sexual da adolescente pelo padrasto. Por este motivo, ela foi afastada pelo Conselho Tutelar da residência da mãe. Atualmente estava morando na casa da sua irmã. Novamente a adolescente, que possui necessidades especiais, pode ter sido vítima de violência, agora cometida pelo cunhado", conta o delegado.

A vítima está agora morando com a avó. "Ela está sendo acompanhada por profissionais do Conselho Tutelar e da Apae. A adolescente está recebendo um tratamento", explica a conselheira tutelar, Valdecir Pacheco Joaquim.

Segundo levantamento do Conselho Tutelar de Içara, somente nestes oito meses, 23 casos de abuso sexual foram registrados. Durante todo ano passado, foram atendidos 42. As vítimas são crianças e adolescentes de 9, 12 e 17 anos. "Os agressores, em sua maioria, são padrastos, vizinhos, tios ou os próprios pais. Muitos casos não chegam ao conhecimento, pois as vítimas são ameaçadas pelo agressor. O Conselho Tutelar, quando é comunicado, realiza um trabalho de acompanhamento com a vítima e a família", fala a conselheira Valdecir.

Registro de violência sexual


2005

Jan - Fev - Mar - Abr - Mai - Jun - Jul - Ago
6 - 12 - 1 - 2 - 2 - 4 - 0 - 10


2006

Jan - Fev - Mar - Abr - Mai - Jun - Jul - Ago*
2 - 2 - 9 - 1 - 4 - 2 - 2 - 1

*Dados até o dia 17/08 - Fonte: Conselho Tutelar
+ Segurança
Participe também com seus comentários

últimas notícias