Canal Içara

Canal Içara

19 de novembro de 2019 - 16:43
Segurança » Caso das obras inacabadas
Sócia de construtora terá prisão domiciliar
22/01/2016 às 08:30 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Lucas Lemos [Canal Içara]
A sócia da FG Construtora de Içara vai cumprir a prisão preventiva em casa, na comarca de São José do Belmonte, em Pernambuco. A conversão à prisão domiciliar foi baseada na necessidade de medicamento de infusão para artrite reumatoide não oferecido pelo sistema carcerário. O local de tratamento mais próximo seria no Hospital das Clínicas, em Recife, ou seja, quase 500km distante da unidade prisional feminina de Verdejante.

“A segregação cautelar dos réus é necessária para garantia da ordem pública, haja vista a gravidade e abrangência dos delitos que lhes são imputados, ao que indicam os elementos colhidos, perpetrados de forma reiterada, fazendo inúmeras vítimas. Ainda, a segregação se justifica para assegurar a instrução processual e futura aplicação da lei penal, haja vista a evasão de ambos os réus”, lembra o juiz Fernando Dal Bó Martins.

Conforme denunciado pelo promotor Marcus Vinicius de Faria Ribeiro, os empresários causaram prejuízo de pelo menos R$ 230 mil a 12 vítimas entre 2013 e 2014. O casal acusado de estelionato firmava contratos de prestação de serviço com a falsa promessa de construir ou reformar residências. Ainda solicitavam dinheiro das vítimas como valor de entrada, contudo, não cumpriam com as cláusulas contratuais. Algumas obras nem mesmo iniciaram.
+ Segurança
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas