Canal Içara

Canal Içara

16 de julho de 2019 - 07:25
Cotidiano »
Crônica de Páscoa: o exemplo do Mestre Jesus
19/04/2019 às 14:43 | Simone Luiz Cândido
Na sexta-feira da paixão de Cristo, o mestre nos ensina que seu sofrimento não foi em vão. Ele veio ao mundo ensinar sobre o amor e o perdão. Sempre que alguém era acusado de algum pecado, ele olhava com misericórdia e dizia: vai e não voltes a pecar. Jamais falou sobre os pecados alheios com julgamentos.

Muitos pecadores andavam junto de Jesus. Sentiam todo amor e compaixão que o mestre tinha para com eles. Nessa sexta-feira, em que recordamos a paixão e morte de Jesus, podemos fazer algumas reflexões. Com que olhar estamos olhando as pessoas próximas de nós?

Temos o mesmo olhar misericordioso ou continuamos como o povo do tempo de Jesus que julgava os pecados alheios e não olhava os próprios? Costumo dizer que muitos ligam o "INFERNÔMETRO" julgando outras pessoas e suas atitudes. Será que o Mestre Jesus faria isso? Ou amaria a cada um mesmo com seus erros e atitudes as quais julgamos serem erradas?

Existem muitos caminhos a ser seguido, Jesus mostrou o amor ao próximo, o perdão a misericórdia, não importa qual religião seguimos e sim que possamos ser caridosos com os nossos semelhantes. Não é necessário que alguém siga a religião a qual praticamos, se alguém faz o bem e tem amor ao próximo se faz um pouco daquilo que o Mestre Jesus ensinou já é um bom caminho.

Para chegarmos a nossas casas, por exemplo, tem vários caminhos não podemos entrar em conflitos por que alguém nos diz que o caminho que trilha é o melhor caminho. Todos os caminhos chagam até nossas casas. Assim também são as religiões todas ajudam a nos elevarmos, a aprendermos sobre o amor o perdão a sermos melhores. Se nos ajuda a crescer estamos no caminho certo seja ele onde for.

A minha verdade não pode fazer com que outras pessoas se sintam menores pela sua opção de vida. Se o Mestre Jesus acolheu a todos com amor e misericórdia porque nós não podemos fazer o mesmo? O olhar terno do Cristo me faz pensar com amor ao próximo, sem julgar suas vidas sem ligar o "INFERNÔMETRO".

No domingo da Páscoa em que se comemora a transição da morte para a vida eterna, podemos reforçar nosso desejo de mudança, daqueles que estavam como mortos em seus julgamentos para uma nova vida, em que amamos incondicionalmente, sem julgarmos a vida alheia. Tentarmos ter um coração de criança que não tem maldade e assim seguirmos os exemplos do Mestre Jesus.

Que cada um de nós possa transformar-se mudando a si mesmo amando o próximo como a si mesmo eis o segundo maior mandamento, nos disse o Mestre Jesus.
Simone Luiz Cândido é voluntária na causa adoção de crianças e adolescentes; já participou de três antologias com suas crônicas, além disso, ama escrever reflexões sobre a vida cotidiana, eternidade, amor e convivência.
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas