Canal Içara


20 de janeiro de 2018 - 20:59
Cotidiano »
Derlei De Luca deixa o corpo, mas permanece na alma de Içara
18/11/2017 às 22:40 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Carlos Kilian [Agência AL]
Derlei Catarina De Luca tem uma história digna de filme, inclusive, autorizado pela Agência Nacional do Cinema numa adaptação à autobiografia No Corpo e na Alma. Além de transcrever parte da clandestinidade que viveu contra a ditadura, a professora içarense foi autora de livros que retrataram o cotidiano de Içara (Além da Lenda), do Hospital São Donato (Na Sombra da Figueira) e também foi responsável pela formulação do material didático utilizado nas disciplinas de História e Geografia do Ensino Fundamental da cidade.

Aos 71 anos, apenas o câncer no pulmão conseguiu romper a resiliência. Derlei estava internada em São Paulo, onde faleceu neste sábado, dia 18. Ela lecionou no Colégio Cristo Rei, na Escola Reunida do Barracão e na Escola Especial Sonho Dourado. Foi ainda integrante da Comissão da Verdade Paulo Stuart Wright e fez parte do movimento de renomeação de espaços públicos, em Içara, com a substituição de Castelo Branco por João Goulart na praça em frente ao Paço Municipal. O corpo será recebido na cidade-natal neste domingo. o velório será a partir das 15h no Cemitério Municipal Bom Pastor.

Para sobreviver, a gente se agarra às lembranças, sabores e canções da terra natal
Derlei Catarina De Luca

“Içara e o Brasil perderam esta noite uma guerreira incansável na luta pela democracia. Derlei Catarina de Luca, mulher de fibra, forte, corajosa, enfrentou diversas batalhas: a militância, a prisão, o exílio, as saudades de casa, da família e do filho, mas resistiu. Com marcas no corpo e na alma, seguiu lutando bravamente, nos anos pós ditadura, por memória, verdade e justiça", resume o prefeito Murialdo Canto Gastaldon (PMDB). Em retribuição ao legado da professora, Içara cumprirá três dias de luto.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas