Canal Içara

Canal Içara

27 de setembro de 2020 - 08:35
Cotidiano »
Escola Antônio Colonetti completa 30 anos
14/05/2014 às 09:24 | Especial do Jornal Gazeta
Fundada em 1984, a Escola Antônio Colonetti nem sempre funcionou no bairro Jaqueline. O primeiro ano de atividades foi em parte do prédio da Apae, no Centro da cidade. Na época estudavam turmas de primeira a quinta série do Ensino Fundamental. “O Antônio Colonetti surgiu da necessidade de criar outra escola básica em Içara devido ao grande número de alunos que haviam no Antônio João (atual Salete Scotti dos Santos). Nos transferimos em 1985 e está funcionando até os dias atuais”, comenta a primeira diretora, Arlete Demo.

Ainda de acordo com ela, a escola foi construída em parceria entre o Governo do Estado e o Município. Na unidade do Jaqueline ficou apenas nos dois primeiros anos. “A minha passagem pela escola foi para organizar até devido a experiência que eu já tinha adquirido no Melchíades [Bonifácio Espíndola]. Fiquei pouco tempo também, porque logo após já me aposentei. No começo já tínhamos uma estrutura boa e com pessoas bastante comprometidas”, recorda.

As dificuldades na época eram muito grandes. Por isso se fez necessário um trabalho para atrair os estudantes. “Fizemos visita casa a casa. Mas posso garantir que foi gratificante, principalmente, por ver o que a escola se tornou”, fala satisfeita. Na mudança para o Jaqueline, a escola contava com 150 alunos divididos em dois turnos.

Foi a comunidade quem decidiu o nome da escola. “Na época o estado solicitou para que o município escolhesse, mas como a prefeitura estava envolvida na construção de uma segunda escola básica foi homenageado o Antônio João, que havia falecido há pouco tempo e sempre foi atuante dentro de Içara ajudando as pessoas”, informou. Atualmente são 670 alunos divididos nos períodos matutino, vespertino e noturno tanto de ensino fundamental quanto ensino médio. Para atender demanda há 56 professores.

Toda a trajetória da unidade escolar completa 30 anos de fundação nesta quarta-feira, dia 14. Para comemorar a data, uma série de atividade foi programada. O destaque é a gincana com alunos, pais e professores sobre “Educação para o Desenvolvimento Sustentável”. A competição iniciou no último dia 23 e deve seguir até o dia 16 de agosto. A prova no dia do aniversário será a exibição de vídeos sobre a escola.

A primeira etapa da gincana ocorreu na semana do Dia das Mães. A segunda etapa será nesta quarta-feira. As duas últimas estão programadas para acontecerem no dia 16 de junho (festa junina) e 16 de agosto. “Como há três níveis de ensino foram formadas cinco equipes. Tentamos dividir de maneira igual, assim cada equipe recebeu uma cor e um nome. Cada uma com pouco mais de 100 integrantes”, explica a diretora Ana Paula Conti.

Entre as tarefas dadas aos estudantes está o resgate de ex-professores, de ex-alunos formados, arrecadação de alimentos e garrafas pets. “Estão até tirando várias garrafas que estão jogadas pelas ruas e colaborando com o meio ambiente. Em apenas uma semana, já foram arrecadados quase uma tonelada. A campanha está sendo muito legal”, conta satisfeita a diretora. Há também perguntas relacionadas a conhecimentos gerais, escolha das beldades estudantis, atividades relâmpago e a confecção de uma torta de 1m².

“O objetivo de todo este envolvimento é de fortalecer o conceito de comunidade escolar, despertar o desenvolvimento do espírito crítico e criativo de todos, e conscientizar todos os envolvidos quanto à necessidade da preservação do meio ambiente para um desenvolvimento sustentável”, coloca Ana Paula. “O que nos move a cada dia, é à vontade, o desejo, os sonhos em oferecer aos nossos alunos o que há de melhor na área educacional. Não poderíamos deixar de parabenizar, todos os nossos colegas de trabalho, nossos ex-professores, nossos alunos, ex-alunos, pais, toda a comunidade e todos aqueles que fizeram parte desta família e desta história”, destaca.

+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias