Canal Içara

Canal Içara

15 de setembro de 2019 - 15:41
Cotidiano » Festival Nacional de Teatro Revirado 2017
Festival Nacional de Teatro terá mais de 5 mil expectadores em Içara
27/07/2017 às 16:29 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Lucas Lemos [Canal Içara]
Quinze grupos de teatro do Brasil e dois da Argentina vão movimentar o Sul de Santa Catarina no primeiro Festival Nacional de Teatro Revirado de 16 a 23 de setembro. O evento acontecerá em toda a região e, no caso de Içara, terá apresentações diárias. O circuito faz parte da comemoração de 20 anos do Cirquinho do Revirado. As participações nacionais foram anunciadas nesta quarta-feira, dia 27.

A abertura será na Rua Altamiro Guimarães com o espetáculo Automakina Universo Deslizante, do Grupo de Pernas Pro Ar, de Canoas (RS). Já o último dia envolverá 12h de programação com a Revirada Cultural. Mais de 100 artistas se apresentarão em 34 apresentações teatrais. Além disso, outras manifestações artísticas farão parte das atividades.

"Na forma como vai ocorrer, atenderemos todo o município. Muitas pessoas poderiam levar uma vida toda para ir ao teatro, mas invertemos a ordem e o teatro irá até eles", coloca a presidente da Fundação Municipal de Cultura e Esportes de Içara, Maria Tereza Chagas. Além de atividades no Centro, as apresentações ocorrerão também nos bairros.

Além do apoio da Prefeitura de Içara, o festival conta com R$ 30 mil da RAC Saneamento, R$ 20 mil de financiamento coletivo e patrocínios. O investimento total é de R$ 140 mil. "Cada peça terá uma mensagem que ficará para as crianças. Mais de 5 mil pessoas serão diretamente beneficiadas", pontua o prefeito Murialdo Canto Gastaldon (PMDB).

De fora do estado estão na programação também o Grupo Ueba (RS), Dona Zefinha (CE), Luiz Carlos Vasconcelos (PB), Circo V (ARG) e Pato Mojado (ARG). As apresentações estão confirmadas em Forquilhinha, Treviso, Siderópolis, Orleans, Jacinto Machado e Maracajá. Mas ainda há municípios em conversação.

Diálogo com a rua é a fórmula do sucesso

"Trabalhávamos no comércio e resolvemos comprar um circo para atuar com teatro em 1997. Sempre tivemos o teatro como uma opção de comunicação. Nos conhecemos, inclusive, desta forma", lembra o ator do Cirquinho do Reviraldo, Reveraldo Joaquim. Apesar da lona do circo já não existir mais, o Cirquinho do Revirado continua com o mesmo nome ainda em referência ao boneco criado naquela época. "O teatro de rua é uma linguagem muito bem vista por críticos", ressalta a atriz Ionara Marques.

"Acreditamos num teatro que dialoga com a plateia. Estamos intervindo num espaço democrático que é a rua e as pessoas podem intervir em nosso espetáculo", completa Reveraldo. O trabalho até agora resultou na conquista de editais e prêmios nacionais. "A nossa vida é um dia de cada vez. Não somos um grupo fechado com meta estabelecida. Tínhamos isso nas empresas que trabalhávamos e não nos interessa mais. Temos que contribuir com os seres humanos. A pesquisa de cada teatro vem do nosso corpo", pontua.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas