Canal Içara

Canal Içara

20 de outubro de 2020 - 10:25
Cotidiano »
Júlia Helena: Nem só de hidroginástica vivem os velhinhos...
25/09/2020 às 08:25 | Júlia Helena Lima
Você sabia que nem todos os exercícios possuem ação positiva sobre a densidade mineral óssea em adultos e idosos? É essencial definir o tipo de exercício, sua intensidade e duração. A decisão se baseia na força muscular do indivíduo, sua amplitude de movimento, equilíbrio, marcha, condicionamento cardiovascular, densidade mineral óssea, doenças e histórico de fraturas, assim como risco de quedas.

Os exercícios mais intensos com maior impacto são efetivos para o ganho de massa óssea? Sim: são os melhores! Contudo, podem não ser adequados qualquer paciente, como por exemplo casos graves de osteoporose, risco de quedas, etc e tal. Para facilitar essa escolha, vamos dividir os exercícios em dois grandes grupos em relação ao ganho de densidade mineral óssea.

Aeróbios e os Resistidos:

1) Aeróbio: isolado não é capaz de modificar densidade mineral óssea. Contudo, no contexto de manutenção de saúde num geral é aconselhável ao menos 30 minutos por dia. Já treinos aeróbios com maior intensidade e velocidade, alternados com trotes, subidas de escadas ou ladeiras, são úteis para limitar a redução de densidade do osso, porque com o tempo a gente perde massa óssea naturalmente.

2) Resistido: São as modalidades mais estudadas para ganho de massa mineral óssea em idosos, sabiam? Pois é! Essas atividades causam um estímulo mecânico positivo sobre o osso, sendo capaz de gerar ganhos de densidade mineral óssea em coluna lombar e colo de fêmur, os locais mais acometidos e fragilizados pela idade.

Temos atividades sem impacto que podem ser realizadas com adição de cargas (musculação, funcional, crosstraining ) ou com menores cargas ou só com o peso do corpo (hidroginástica, natação, bike). Treinos de força são capazes de gerar aumento de densidade mineral óssea com ao menos três sessões por semana por um ano! Top hein?

Treinos de membros inferiores são os mais efetivos para ganho de densidade mineral óssea em colo de fêmur. Além de fortalecer a pernoca da vovó e prevenir quedas. Então, a partir de agora nunca mais digam que “só de hidroginástica vive o velhinho”, tá? Nada como colocar o seu vovô para proteger os ossos com qualidade e cuidar da saúde num geral! Lembrem-se dessas dicas e cuide de quem você ama!
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias