Canal Içara

Canal Içara

25 de agosto de 2019 - 17:02
Cotidiano »
Luiz Manoel Luiz, um lutador, em poesia
29/06/2019 às 10:35 | Simone Luiz Cândido
Em 30 de junho de 1938 nascia meu querido pai, Luiz Manoel Luiz. Minha avó chorou muito, pensando como seria o seu futuro, pois nasceu com "agenesia de mão". Descobri esse termo há dois anos. Uma das mãos era pequenina tinha pequenos dedinhos.

A síndrome da brida amniótica, segundo o site Características das Síndromes, “é causada pela formação de faixas e cordões de tecido fibroso, que aderem ao feto, podendo comprimir partes do feto, causando malformações e até amputações no bebê ainda no útero. Não tem característica hereditária”. Minha homenagem de hoje em poesia é para ele.


Diário do lutador Luiz Manoel Luiz

Luiz seu nome significa lutador.
Nasceu com sua mãozinha pequenina com agenesia de mão.
Não foi à deficiência que o fez desistir da lição.
Sonhava em fazer muitas coisas, tentava sem desistir.

Em sua vida cumpriu desafios lutou até conseguir.
Dirigia sem uso de próteses, foi carpinteiro, pedreiro e mineiro.
Por onde passou tantos exemplos mostrou ser um grande guerreiro.
Tantos com as duas mãos perfeitas reclamam sem precisar.

Luiz lutador e guerreiro viveu sem desanimar.
Exemplo deixado na vida para muitos foi exemplar.
Aos cinquenta e sete anos partisse para na eternidade morar.
Hoje na pátria eterna receba todo carinho.

A festa deve estar bonita com tua amada mãe Ana, ela não vai mais chorar, pois sabe que tua mãozinha pequenina te incentivou a batalhar.
Há oitenta e um anos viestes para todos incentivar, por onde tu passaste e nunca desistir de lutar.
Parabéns a ti pai querido recebe com afeição os versos que hoje te faço de todo meu coração.
Simone Luiz Cândido é voluntária na causa adoção de crianças e adolescentes; já participou de três antologias com suas crônicas, além disso, ama escrever reflexões sobre a vida cotidiana, eternidade, amor e convivência.
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas