Canal Içara

Canal Içara

19 de outubro de 2019 - 19:07
Cotidiano »
Olhando pela janela, uma poesia para gerar gentilezas
21/09/2019 às 08:43 | Simone Luiz Cândido
Essa semana recebi um vídeo via Whatsapp e também o assisti em outras redes sociais. No vídeo um senhor já idoso com um bilhete de passagem gratuito que não lhe dá direito ao assento. Uma jovem chega até ele e lhe oferece seu lugar sendo que a viagem teria 5h pela frente. Ela diz a ele que seu bilhete também não lhe dá o direito de utilizar o assento, o senhor aceita seu lugar. E quase no fim da viagem chega o cobrador e diz à moça que no outro vagão ainda tem lugares vagos, e para a surpresa daqueles que estavam no metrô ela usava muletas para poder locomover-se. Ano passado escrevi uma poesia sobre o tema mais uma reflexão sobre nossas viagens, essas que para muitos são diárias.

Olhando pela janela

Olho pela janela vejo a bela paisagem.
Ao meu lado um desconhecido vem chegando para viagem.
Todo o dia nessa rotina pessoas vem e vão.
Alguns rostos já conhecidos passam na estação.

Somos passageiros da viagem da vida e sempre podemos aprender.
Gerar gentilezas para aqueles que vierem as merecer.

A gestante, a mãe com o filho no colo ou o idoso que chegar. Ser gentil nada mais é que a si mesmo ajudar.

Nos caminhos dessa vida, nós iremos receber de volta todo bem que pudermos aos outros fazer.

Ao chegar ao fim da linha um sorriso podemos ter, gratidão ao motorista que ao nosso destino nos levou.

Todo o dia transporta vidas com muita dedicação seja com sol ou chuva lá está ele de prontidão.

Obrigada meu bom Deus, por mais uma viagem, a única certeza dessa vida é que aqui estamos somente de passagem.
Simone Luiz Cândido é voluntária na causa adoção de crianças e adolescentes; já participou de três antologias com suas crônicas, além disso, ama escrever reflexões sobre a vida cotidiana, eternidade, amor e convivência.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas