Canal Içara

Canal Içara

21 de agosto de 2019 - 11:14
Cotidiano »
Simplesmente Amar: sete anos do Grupo de Apoio à Adoção de Içara em crônica
03/05/2019 às 16:02 | Simone Luiz Cândido
Dois de maio de 2012. Eis que estávamos nós para as eleições do Grupo de estudos e apoio à adoção)Simplesmente Amar. Esse foi o nome escolhido, pois relata muito bem o que significa adotar.

Adotamos crianças e adolescentes, e acontece algo incrível, sim simplesmente amar, acredito que possa descrever um pouco desse sentimento.

Nessa noite iluminada estávamos em poucas pessoas, não tinhas uma chapa para elegermos a diretoria. Então por aclamação fui eleita presidente deste grupo, juntamente com outros membros dessa diretoria.

Era tudo muito novo, desafio o qual não conhecia, já tinha nossa filha Naila por adoção, conhecíamos algumas histórias de adoção, era preciso ir, além disso.

Nesse dia dois de maio já gestava nossa pequena Naiane hoje com seus seis anos, momentos especiais de nossas vidas. Junto a isso o novo desafio de levar a nova cultura da adoção.

Em nossa comarca ainda se fala muito “filho de criação”. Eu particularmente nunca gostei desse termo, prefiro filho do coração. Filhos são filhos e ponto final.

Após o nascimento da Naiane muitos questionavam: “Qual delas é tua filha de verdade?” Confesso que por vezes fiquei indignada me deu vontade de responder de maneira grosseira, mas me contive, apenas disse as duas são minhas filhas de verdade.

Adotar é amar incondicionalmente alguém que foi tecido em outro ventre, mas que tinha que ser seu filho(a). Nossas filhas apenas chegaram até nós de maneira diferente. E quando alguém me pergunta sobre a diferença entre elas, apenas respondo: “São pessoas diferentes, esse é o detalhe”. Não o fato de um ser biológico e a outra não. Cada ser carrega consigo seu jeito único de ser.

Nesses sete anos do Geaai trabalhamos informando a sociedade sobre adoção, o que para mim era um grande desafio. Sou uma pessoa tímida, nunca fui muito de falar em público, mas o amor pela causa falou mais alto.

Entre nossas conquistas estão nossa cartilha informativa, nossos panfletos e nosso calendário com famílias e seus filhos adotivos. Entrevistas nas rádios, matérias nos jornais e sites locais, tudo com muito amor.

Alguns passaram pelo grupo hoje já com seus filhos, cada chegada foi uma grande alegria para nós. Outros conversamos pelas redes sociais nos contaram das angústias da espera e a alegria das chegadas. Notícias que nos fazem felizes, de perto ou de longe, crianças e adolescentes sendo amados e felizes com suas novas famílias.

Ontem dia 2 de maio comemoramos sete anos do Geaai continuamos lutando para que cada criança e adolescente tenham direito a viver em família.

Lutamos para conscientizar de que nenhuma criança ou adolescente deveria ser “devolvida”. Pois merecem amor e afeto.

Temos enfatizado por onde passamos que adoção é uma decisão que deve partir do coração, adoção precisa caber no coração caso contrário será em vão.

Se for um casal de pretendentes essa decisão precisa partir dos dois. Com a consciência de que querem adotar para ser pai, mãe, constituírem uma família, e não simplesmente para curar suas feridas ou carências. Teremos famílias felizes com crianças e adolescentes, sendo amados e nos ensinando o amor familiar.

Eis o nosso desejo que exista muito mais a frase do lema do Geaai “SIMPLESMENTE AMAR”.
Simone Luiz Cândido é voluntária na causa adoção de crianças e adolescentes; já participou de três antologias com suas crônicas, além disso, ama escrever reflexões sobre a vida cotidiana, eternidade, amor e convivência.
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas