Canal Içara

Canal Içara

17 de agosto de 2019 - 08:27
Economia » Parque Empresarial de Esperança
Decretada utilidade pública em Esperança
15/10/2013 às 23:42 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Está estabelecida a utilidade pública de 200,01 hectares na comunidade de Esperança. O decreto foi assinado nesta terça-feira, dia 15, para a construção da área industrial que deverá levar o nome de Santos Guglielmi. O nome ganha força devido a propriedade da área. Conforme o prefeito Murialdo Canto Gastaldon, um dos atrativos é que a desapropriação atingirá 250m no limite com a BR-101, ou seja, apenas uma fração do imóvel. Isto significa que gerará a valorização também aos proprietários. Se a negociação não for possível, a aquisição será buscada então de forma judicial.

O interesse do Município é inicialmente em 53 hectares para a implantação do Terminal Intermodal Sul. Será a empresa âncora com o movimento inicialmente 4 mil contêineres, 144 empregos diretos gerados, 720 indiretos e arrecadação de R$ 7,5 milhões em impostos ao ano. "Toda a desapropriação tem que ser com recurso público. Vamos trabalhar para sermos ressarcidos desses valores num segundo momento", indica o prefeito.

De acordo com o coordenador do consórcio proprietário, Marcelo Christyano, após a concessão da área, será preciso ainda o licenciamento ambiental. A estimativa é que dentro de oito meses esteja pronta a estrutura. O projeto também prevê a ampliação em outras três etapas para chegar a movimentar 14 mil contêineres ao mês. Neste caso, gerará 302 empregos diretos, outros 1,5 mil indiretos, atingirá R$ 16 milhões em impostos ao ano, além de alcançar R$ 107 milhões em investimentos.

Para o secretário municipal de Planejamento, Israel Jorge Rabelo, o projeto será uma oportunidade de dar importância novamente para a logística pelo transporte ferroviário. “Içara vai ser uma antes e uma depois”, acredita o vice-prefeito, Sandro Giassi Serafim. “Calculamos que ainda na primeira fase teremos um retorno de R$ 800 mil em impostos ao ano”, ressalta Murialdo. A explanação para os diferentes setores representativos da cidade teve a participação também dos investidores Carlos Menezes, da Ferrovia Tereza Cristina, de Jayme Zanatta, da Farben, além de ex-agentes públicos, vereadores e o atual staff municipal.

“Qual a cidade que desejamos? Precisamos discutir os caminhos que nos levarão a prosperidade e o crescimento. Uma das possibilidades é a cadeia logística de suprimentos. Precisaremos de cooperação, intercâmbios e capacitação dos moradores e dos empreendedores da cidade para obtermos um desenvolvimento planejado”, aponta o presidente da Associação Empresarial de Içara e vice-presidente de Serviços da Facisc, Joi Luiz Daniel. Igual ao modelo idealizado para o município existe apenas outros dois no país que podem ser estudados.

ACESSO NORTE – O terminal intermodal idealizado como uma extensão do porto de Imbituba deverá mudar também a concepção do prolongamento da Avenida Procópio Lima até a BR-101. Isto porque o acesso já existente passará por dentro da área em industrial e, consequentemente, terá a movimentação constante de caminhões. Conforme o prefeito Murialdo Canto Gastaldon, outra via poderá ser criada então para o tráfego exclusivo aos veículos leves. “Vamos precisar planejar tudo isso”, pontua.


Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas