Canal Içara

Canal Içara

19 de julho de 2018 - 18:10
Economia »
Em três anos, inadimplência diminui 25% no comércio de Içara
14/04/2018 às 08:00 | Especial do Jornal Gazeta
Jornal Gazeta
Mesmo com menos dinheiro em circulação em consequência da crise - principalmente política - o comércio de Içara não viu aumentar o número de inadimplentes. Ao contrário, a inadimplência diminuiu no mesmo período de acordo com informações do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). “Se a gente fizer uma comparação com três anos atrás, a queda da inadimplência no comércio em geral caiu 25%. Era uma situação que acompanhávamos nesses últimos anos, mas vem se acentuando cada vez mais. E acreditamos que nos próximos anos a queda deve ser ampliada ainda mais”, acredita o diretor do SPC em Içara, José Dionísio Cardoso.

“Falando dos lojistas, isso é algo que é registrado também na região e no Estado”, aponta. Para ele, isso é reflexo de uma mudança de hábito dos consumidores. “As compras pelo tradicional crediário estão diminuindo cada vez mais, pois em contrapartida acontece o aumento no cartão de crédito. E o que ocorre com o cartão de crédito: o comerciante tem a garantia do recebimento do valor, já que o cliente ficará a partir daquele momento devendo é para o banco (operadora), para o serviço do cartão de crédito”, menciona.

Vantagens do serviço ao comerciante

“Para quem ainda segue realizando a venda no tradicional crediário, o SPC é uma espécie de segurança, já que o comerciante pode realizar uma consulta e saber detalhes sobre a situação desse cliente. Por exemplo, como o sistema é interligado, não interessa se ele deve para uma loja em São Paulo. Se comprar aqui, o comerciante vai saber que há esta dívida”, aponta.

Notificação antes da inclusão no sistema

De acordo com o Programa de Proteção Defesa e Consumidor (Procon), a partir do momento em que a dívida não foi quitada na data estipulada, a empresa pode inserir o cliente na lista de devedores. No entanto, antes que isso aconteça, é necessário que haja uma notificação informando sobre a inclusão. “Tem alguns que fazem até três notificações, mas o importante é que haja esta ação antes do nome do consumidor ir para os órgãos de proteção ao crédito”, comenta a coordenadora do Procon de Içara, Karoline Calegari.

Mas, se ocorrer de o consumidor ser incluído na lista de forma indevida, o primeiro passo é ligar para o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) da empresa em questão. “Ali o consumidor informará que está incluso como devedor, mas que na realidade isso não acontece e você tem o comprovante de pagamento. Se a empresa não fizer esta retirada, então ele deve se dirigir diretamente ao Procon com o comprovante e a certidão emitida na CDL, que o Procon fara a notificação. Essas empresas incorrem na possibilidade de multa”, finaliza.

+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas