Canal Içara

Canal Içara

22 de outubro de 2019 - 07:39
Esportes » Copa do Mundo 2014
Até mais e obrigado pela Copa, Fortaleza
25/06/2014 às 23:45 | Carlos Rauen*
Acho que a ficha ainda não caiu. Estou mais uma vez em solo catarinense, Içara. Mas ainda estou tão animado que parece que estou nas ruas de Fortaleza. Que experiência fantástica! Meus dois dias na capital cearense me proporcionaram um grande jogo de futebol, fotos com jogadores da Seleção da Costa do Marfim e com o melhor lateral-esquerdo que vi atuar, Roberto Carlos. Além de dar entrevista para à Globo Ceará.

Terça-feira acordei cedo para poder aproveitar a manhã na praia. Dei uma volta, tomei aquela água de coco gelada e fiz turismo. Em frente ao hotel da Costa do Marfim vi uma movimentação bem grande. Tinha muita gente parada olhando para o hotel e também vários repórteres. Contei quatro. Lá parado um cearense encostado na bicicleta começou a puxar conversa. “Será que eles não vão descer não?” Eu não fazia ideia, mas continuei a conversa. Ele não estava muito aí para a Copa do Mundo, gostava mais do agito.

Perto do meio dia o meia Didier Ya Konan do Hannover, da Alemanha, desceu do hotel e foi treinar na praia. Treino rápido, coisa de 20 minutos fazendo alguns exercícios na areia. No fim atendeu aos torcedores que acompanhar o mini treino. Um almoço rápido, um banho e assisti do hotel a eliminação da Itália da Copa do Mundo. Fui de ônibus até a Arena Castelão.

Fortaleza se revelou em uma cidade de dois extremos. Na beira-mar e na rua dos hotéis uma cidade muito bonita, arrumada, segura, organizada. Mais ao longe, uma cidade suja, cheirando a esgoto e com muitas, mas muitas crianças vendendo água, refri, cerveja. Pedindo também dinheiro.

O ônibus parou e todo mundo foi andando até a Arena. Aí é só festa. Novamente tudo muito organizado, de fácil acesso e sem nenhum tipo de transtorno. Aproveitei para pintar meu rosto com um grupo que estava fazendo esse trabalho de graça. Já dentro do estádio achei meu lugar. A visão era excelente, mas muito desconfortável. A Arena Castelão não foi feita para gente alta. Tenho 1,83m e passei trabalho lá. Corredores estreitos e uma cadeira dura. Resultado final: dor nos joelhos e nas costas. Mas vamos lá, É COPA!

A noite ainda fiquei mais um pouco na frente do hotel da Costa do Marfim. Lá o goleiro reserva Sayouba Mandé também apareceu. O atacante Salomou Kalou até foi ao saguão, mas não chegou ao nosso encontro. Na volta ao hotel, outro banho e arrumar as coisas. Às 6h já estava no aeroporto e para minha grande felicidade dou de cara com o melhor lateral-esquerdo que já vi atuar: Roberto Carlos. Ele comentou o jogo pela rede Globo e estava voltando para casa. Valeu Fortaleza, valeu Ceará. Curti demais esses dois dias. Mas não adianta, a tranquilidade de Içara é mesmo minha casa.
*Carlos Rauen é acadêmico de Jornalismo, repórter da TV Litoral Sul e um latente apaixonado por futebol. Nesta Copa do Mundo acompanha dois jogos e narra todas as percepções do Mundial no "Diário da Minha Copa".
+ Esportes
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas