Canal Içara

Canal Içara

20 de agosto de 2019 - 08:55
Esportes » Copa do Mundo 2014
Goleada em Camarões empolga brasileiros
23/06/2014 às 18:52 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Os explosivos e os gritos de gols abafados no duelo anterior foram exaltados pela torcida tupiniquim nesta segunda-feira, dia 23. E com possibilidade de repetidas doses de comemoração. Afinal, a centésima partida da Seleção Brasileira em uma Copa do Mundo foi apresentada numa vitória de 4x1 contra Camarões. Com a liderança do Grupo A, que venha agora o Chile (Grupo B)! O jogo das oitavas de final será já neste próximo sábado, às 13h, no Mineirão.

A tarefa de abrir a contagem coube a Neymar aos 17min. Ele recebeu cruzado na área. Sem dificuldade, jogou a bola para o canto da rede e marcou o centésimo gol do Mundial 2014. Aos 29, os visitantes ainda empataram com Matip na pequena área e provocaram tensão devido a criação de outras oportunidades. Mas com 35min, Neymar recuperou a vantagem para fechar a contagem da primeira etapa em 2x1.

Na avaliação de Rafael Fernandes, o primeiro tempo caracterizou falta qualidade técnica no elenco amarelo e verde. "Sei que somos muito críticos. Mas o Brasil não podia ter perdido a primeira chance de gol", coloca. "É preciso avançar mais", complementa ainda Luiz Henrique Candioto da Silva. Apesar de pedir mais ataques, a expectativa do garoto de 14 anos era mesmo de 2x1. "Foi o meu palpite no bolão", coloca. Na segunda etapa, contudo, Fred ampliou de cabeça aos 4min e a goleada teve ainda Fernandinho aos 38: 4x1.

Com o resultado, o Brasil eleva a vantagem sobre Camarões. As seleções já se enfrentaram outras três vezes em competições da Fifa. Todas com placares absolutos. A única derrota dos canarinhos foi na Copa das Confederações de 2003 por 1x0. Em contrapartida, o melhor resultado ocorreu na única vez em que os países haviam se encontrado até então numa Copa do Mundo, ou seja, em 1994, por 3x0. Considerada também a Copa das Confederações de 2001, a seleção tupiniquim soma nove tentos anotados e apenas dois sofridos diante dos africanos.
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas