Canal Içara

Canal Içara

18 de setembro de 2019 - 20:07
Esportes »
Há cinco jogos sem vencer, Tigre perde em casa e permanece no Z4
03/08/2019 às 19:40 | Erik Borges - erik.borges@canalicara.com
Divulgação [Criciúma EC]
O Criciúma perdeu para o Operário/PR pelo placar de 2 a 1 neste sábado, dia 3, no estádio Heriberto Hulse. Derrota que consolida o time na zona de rebaixamento. A equipe acumula cinco jogos sem vencer.

É mais uma derrota em casa. Derrota vergonhosa, que ilustra o atual momento do Tigre na Série B do Campeonato Brasileiro. Um time que fez um primeiro tempo bom, criou as melhores chances, foi superior e se impôs na partida. Até conseguiu abrir o placar com Daniel Costa já na parte final do primeiro tempo. Porém, o time entrou no segundo tempo desligado com outra postura e logo no primeiro minuto da segunda etapa, sofreu o gol de empate.

A partir daí, o Criciúma desandou e a equipe se perdeu em campo. O operário encaixou a marcação e vitrou o jogo. Com um jogador a menos desde os 23 minutos do segundo tempo, o Operário/PR anulou as investidas do Criciúma em bolas alçadas na área. O goleiro do Operário fez belíssimas defesas.

O técnico Gilson Kleina colocou em campo atletas que não jogam há meses. Uma série de erros desde a comissão técnica até a postura dos jogadores em campo. O técnico Gilson Kleina precisa ser demitido o quanto antes para que o Criciúma possa iniciar um novo processo de reformulação técnica e tática. O Criciúma precisa urgentemente de uma nova comissão técnica. Um novo comando técnico para que o time seja novamente organizado e competitivo.

Essa sequência desastrosa no primeiro turno da Série B do Campeonato Brasileiro acende o sinal vermelho. O alerta máximo está ligado. Ainda há tempo de se recuperar na tabela de classificação. A diretoria do Criciúma precisa tomar uma aitude rápida para tudo isso que está acontecendo. A reação precisa ser ágil. Caso contrário, o Criciúma vai amargar na zona de rebaixamento durante muitas rodadas e sentirá dificuldade para escapar do rebaixamento para a Série C do Campeonato Brasileiro.

É preciso que os jogadores tenham consciência da camisa que eles estão vestindo. Estão vestindo a camisa de um clube tradicional, um clube de respeito que conta com uma torcida apaixonada e com uma história relevante no cenário nacional.
*Erik Borges Vieira é jornalista e torcedor do Criciúma Esporte Clube
+ Esportes
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas