Canal Içara

Canal Içara

31 de março de 2020 - 14:08
Esportes »
Projeto Pernas Solidárias organiza primeiro treino em Içara
28/02/2020 às 09:12 | Redação | com a colaboração de Mariéli Salvador, da Cooperaliança
A limitação física não será barreira para 20 pessoas com deficiência (PcD) que farão parte do projeto Pernas Solidárias. O objetivo é oportunizar a inclusão em corridas de rua por meio de triciclos adaptados conduzidos por corredores. A ação é organizada por um grupo da cidade com apoio da Cooperativa Aliança e do Lions Clube. O primeiro evento oficial será o Treinão Solidário – Cooperaliança, que será realizado no dia 22 de março, a partir das 8h, na Praça da Juventude Fernando Pacheco.

As inscrições são limitadas para 250 atletas e devem ser efetuadas com os integrantes do projeto até dia 12 de março por R$ 25. O valor dá direito a medalha de participação e acesso a área exclusiva. “Todo montante arrecadado será destinado para a Apae de Içara, ONG Unidos Contra o Câncer e Casa Guido”, indica o idealizador e coordenador, Júlio Pedro da Silva Neto.

“A Aliança tem como um dos pilares o auxílio às ações sociais para benefício dos nossos associados e consumidores. Ficamos encantados com a missão do Pernas Solidárias desde que chegou ao conhecimento da diretoria e, não poderíamos deixar de fazer parte de algo tão gratificante”, ressalta o presidente da cooperativa, Reginaldo de Jesus, o Dedê.

Inspiração veio das provas de corridas

A missão do Pernas Solidárias iniciou em Joinville em 2015. Cleiton Luiz Tamazzia decidiu que era a hora de seu primo Rodrigo Tamazzia – portador de deficiência física e grande incentivador – sentir a alegria da competição. Já em Içara, o projeto foi encabeçado pelo atleta Júlio Pedro da Silva Neto, que conheceu a causa em uma das provas que competiu e ganhou o apoio de outros corredores, bem como de várias pessoas e instituições.

“Temos convite de todas as empresas que fazem corrida de rua na região Sul do estado e estaremos participando de uma disputa a cada 30 dias. Queremos que o Pernas Solidárias seja, principalmente, uma semente plantada e vire exemplo para a criação de outros núcleos, beneficiando mais pessoas e oportunizando essa experiência única”, finaliza Júlio.
+ Esportes
Participe também com seus comentários

últimas notícias