Canal Içara

Canal Içara

20 de outubro de 2019 - 09:16
Esportes » Copa do Mundo 2014
“Vou viver este sonho pelo próximo mês”
18/06/2014 às 23:55 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Luiz Henrique Marcos Ferreira chegou a Içara cansado e, ao mesmo tempo, estupefato pela lembrança de um dia que garante ter sido o melhor de sua vida. "Vou viver este sonho pelo próximo mês", diz o jovem morador do bairro Tereza Cristina. Toda a admiração é pela experiência de ter carregado a bandeira da Austrália na tarde desta quarta-feira, dia 18. A tarefa dada ao garoto de 15 anos foi cumprida com êxito no duelo contra a Holanda, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). O cruzamento marcou a segunda rodada da Copa do Mundo para as duas equipes.

“Entrar em campo com a bandeira foi a melhor emoção que já tive, ainda mais por ter sido escolhido como capitão. Ensaiamos tudo às 5h. E depois que chegamos ao Beira-Rio, saímos apenas ao final do jogo”, relata. A espera pelo momento de entrar no gramado às 13h ocorreu em ambientes preparados para amenizar toda a ansiedade. Tinha alimentação e jogos. “Fiz inclusive dupla com o Fuleco no pebolim. Mas a mão do mascote não ajudou muito”, relembra ao mostrar a foto registrada com a própria câmera.

“Assistimos o jogo em uma área reservada da arquibancada. Até filmei uma parte do jogo. A vibração do estádio é incrível. Pelo que a Austrália apresentou, acho que era merecido um empate”, considera. O confronto, no entanto, acabou em 3x2 para a Laranja Mecânica. “Quando entrei, recebi um sorriso do Cahill. Não podíamos bater fotos com os jogadores, nem chegar a eles. Este contato era permitido apenas se viessem até nós. O único que fez isto foi Kuyt, da Holanda”, explica.

Além das lembranças, o estudante da Escola Antônio Colonetti chegou também com uma bolsa de brindes. Recebeu uniforme da Coca-Cola e materiais esportivos da Adidas. “Ainda vou querer saber de todos os detalhes”, garante a mãe Marlene Marcos. Na tentativa de assistir ao filho, ela conseguiu uma folga nos primeiros minutos da partida. “Deu para ver apenas o cabelo pela televisão. Mas encontrei a foto da entrada com a bandeira em um jornal do Rio Grande do Sul”, pontua.
+ Esportes
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas