Canal Içara

Canal Içara

20 de setembro de 2021 - 01:23
Política » Gestão da água
“Foi uma atitude desleal”, diz prefeito
04/12/2013 às 15:58 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
A manifestação do procurador Vanderlei Zanetta em contrariedade ao retorno da Casan sem a realização de licitação gerou repercussão dentro da estrutura pública de Içara. As consequências foram desde pedidos de resposta até o anúncio de um processo administrativo contra o servidor efetivo. Isto por causa da conduta considerada desleal e também por acusações alheias ao debate sobre a gestão da água na cidade.

Segundo o prefeito Murialdo Canto Gastaldon, o retorno da Casan é possível através de um convênio. É deste modo em que é tratado atualmente. "Temos vários convênios com o Estado. Fiquei sabendo do posicionamento do procurador somente ao ler o artigo. Liguei para ele e marcamos uma reunião para amanhã. Foi uma atitude desleal, irresponsável e mal educada", coloca.

Para o prefeito, as alegações apresentadas na imprensa representam também um jogo político. "Não vamos aceitar. Sabemos que ele faz atendimentos particulares na Prefeitura e vamos abrir um processo administrativo. No contato por telefone que tivemos hoje ele também falou que a Prefeitura tem servidores fantasmas. Queremos que nos indique os nomes. Do contrário, responderá por prevaricação", complementa.

O mesmo texto causou surpresa ao procurador-geral Walterney Réus. Ele foi avisado por telefone já que está fora da cidade. "Não há improbidade administrativa neste convênio. A Casan atua desta forma em várias cidades do estado. É uma empresa com 99% do capital público. Se não fosse possível, os tribunais já teriam se manifestado contra. Há diversos entendimentos judiciais que indicam ser possível. Irresponsabilidade seria deixar a cidade ter o abastecimento prejudicado", coloca.
+ Política
Participe também com seus comentários

últimas notícias