Canal Içara

Canal Içara

16 de junho de 2019 - 12:11
Política » Operação Moralidade
Gaeco pede suspensão de contrato
16/08/2012 às 16:56 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Um contrato de R$ 190,2 mil da empresa Fort Empreiteira de Mão de Obra com o Sistema Autônomo Municipal de Água e Esgoto poderá ser suspenso. O pedido já foi apresentado pelo Ministério Público. Mas a decisão depende agora do juiz da segunda vara de Içara, Evandro Volmar Rizzo. Conforme o promotor Maurício de Oliveira Medina, a medida foi requerida por causa de um serviço não comprovado. A dúvida é quanto aos cortes e ligações para o fornecimento de água.

Do valor total do contrato, o Portal da Transparência lista o faturamento atual de 48,39%. O valor corresponde a execução de 4,064 cortes ou ligações na rede. A mesma empresa tem ainda outros contratos ativos com o Samae e Prefeitura Municipal. Por mais R$ 430,8 mil, a empresa é fornecedora de base de blocos de concreto, além de atuar na execução da implantação da rede coletora de esgoto e limpeza de boca de lobo.

“Até agora foi pedida a suspensão de apenas um contrato”, reafirma o promotor integrante do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado. A fala dele deixa aberta então a possibilidade do Gaeco requisitar a suspensão liminar de novos contratos em decorrência da Operação Moralidade. A força-tarefa investiga a manipulação de licitações e superfaturamentos de contratos no Samae e também na Prefeitura Municipal.
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas