Canal Içara

Canal Içara

06 de junho de 2020 - 18:30
Política »
"Tem que ser para todos", defende prefeito sobre corte de salários no Poder Público
17/05/2020 às 18:27 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Lucas Lemos [Canal Içara]
O prefeito Murialdo Canto Gastaldon (MDB) posicionou-se favorável ao pedido apresentado pelo Observatório Social do Brasil – Içara – sobre o corte de salários de cargos eletivos e comissionados. Mas, em entrevista neste domingo ao Canal Içara, defendeu que a medida seja levada a todos os poderes, tanto na esfera municipal, quanto estadual e federal para que o impacto seja efetivo. Isto porque, no entendimento dele, os principais gastos não estão nas cidades. Durante a transmissão, o prefeito sugeriu o fim de regalias como o auxílio-paletó de parlamentares e outras beneficies, por exemplo, das Forças Armadas.

“Os limitadores que tem que trazer resultado. Não pode ficar só limitado a prefeito, vereador e cargo comissionado. Soa demagógico”, indica. Por parte do Município, as medidas atuais estão vinculadas aos servidores. O Município propõe congelar os salários. Além disso, o prefeito pede agilidade dos vereadores para o fim da concessão do adicional de férias aos professores nos 15 dias de recesso escolar. Outro projeto encaminhado ao Legislativo tem como intenção o reaproveitamento de servidores de atividades suspensas para outras funções, por exemplo, confecção de máscaras e itens necessários no enfrentamento da pandemia.

Quanto a arrecadação, Murialdo indica que o Município teve um déficit de R$ 1,3 milhão no comparativo de abril de 2020 com o mesmo mês em 2019. A diferença, por ora, é coberta pelo superávit de R$ 5 milhões do último ano. Mas, com a queda a atividade econômica, a expectativa ainda é pelo pacote de ajuda federal. O cenário de dificuldade, entretanto, não afasta a realização dos concursos públicos em 2020. “Foi só postergada a data para evitar a aglomeração. É fundamental para Içara. O Cras (Centro de Referência em Assistência Social) em Vila Nova e Poço Oito depende desse processo seletivo para a implantação”, acrescenta.

+ Política
Participe também com seus comentários

últimas notícias