Canal Içara

Canal Içara

22 de agosto de 2019 - 13:14
Segurança » Pitbull no bairro Jaqueline
Depoimentos negam matança de animais
11/02/2016 às 19:43 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
O inquérito sobre o ataque de um pitbull a outro cão no bairro Jaqueline caminha para o esvaziamento da denúncia de que o animal era utilizado para carnificina. Os proprietários dos bichos envolvidos estiveram na Polícia Civil de Içara para depoimento nesta quinta-feira, dia 11. E ambos negaram maus-tratos. Além disso, o dono de um pinscher que também tinha acesso ao pátio igualmente testemunhou em favor do tutor do pitbull. “Não há nenhuma prova contra ele até agora”, indica o delegado Ivaldo Gregório.

“Segundo a dona do cachorro que teria sido maltratado, o animal sofreu um pequeno ferimento no rosto e no pescoço, mas está vivo. Ela afirmou que era uma brincadeira entre os cães. O dono do pitbull também negou qualquer agressão e relatou a intenção inicial de mostrar no vídeo que a porta de vidro de uma assadeira estava quebrada. Devido a uma dívida, o vendedor do equipamento ainda teria prometido se vingar. O depoimento dele deve ocorrer nesta sexta-feira”, completa a autoridade policial de Içara.

A denúncia apresentada por integrantes da Associação Amigo Bicho era de que animais de rua eram utilizados para alimentar a brutalidade do pitbull. Protetores independentes dos animais chegaram a fazer um protesto na cidade após um vídeo nas redes sociais. Conforme Ivaldo, oito pessoas já foram ouvidas e mais três ainda poderão ser incluídas na oitiva policial para o fechamento do inquérito e envio ao Fórum. Pela Lei de Crimes Ambientais, maltratar animais é passível de até um ano e quatro meses de detenção e multa.
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas