Canal Içara

Canal Içara

18 de agosto de 2019 - 12:11
Segurança »
Estado poderá financiar ponte no Torneiro
31/08/2007 às 11:53 | Lucas Lemos | jornalagoraonline.com.br
O meio de ligação entre a comunidade de Torneiro e o Balneário Rincão já está definido. Entre Içara e Jaguaruna deverá ser construída uma ponte de 45 metros de extensão. O único impasse é que esta estrada a ser construída deverá ser de mão única.

Conforme o secretário de obras de Içara, Arnaldo Lodetti Júnior, um dos meios mais atraentes para a ligação entre os dois lados da comunidade seria a instalação de uma balsa. Esta seria financiada pelas duas prefeituras. “A balsa poderia ser um atrativo turístico para a região e, mesmo que fosse cobrada a travessia, os moradores ainda economizariam o combustível que gastariam nos quase 16km que percorrem atualmente”, explica Lodetti. De acordo com o secretário de obras de Jaguaruna, Geraldo José Garcia, o custo de manutenção do equipamento seria inviável para a prefeitura. Segundo ele, já foram iniciadas as negociações da construção da ponte, com o secretário estadual de infra-estrutura, Mauro Mariane. “O projeto já foi homologado na Secretaria de Desenvolvimento Regional de Tubarão. A resposta deverá ser dada até setembro”, explica Garcia. Segundo ele, o custo da obra será de R$ 287 mil. Deste total, o governo estadual pagaria R$ 143,5 mil, e as prefeituras de Içara e Jaguaruna dividiriam o restante. Atualmente, apenas pedestre conseguem atravessar o rio que corta a localidade. Uma ponte suspensa por cabo de aço é o meio utilizado pelos moradores.

De inicio Lodetti não era favorável a construção de uma ponte de mão única. Conforme o secretário, este tipo de construção poderá se transformar em um incomodo para a comunidade. “Com somente uma pista, poderá ocorrer acidentes com mais facilidade. Principalmente se o trajeto for utilizado por jovens, durante a noite”, declarou Lodetti. Segundo ele, sua posição não é contra a obra, porém ele acredita que a construção de duas pistas seria melhor para as duas cidades. “Quem vai decidir se vai assinar o convênio é o prefeito Heitor Valvassori. Caberá a ele decidir se aceita construir a ponte com somente uma pista ou não”, completa.

De acordo com Garcia, a largura da ponte será de 4 metros, que seriam suficientes para a passagem dos veículos e de pedestres.

As negociações entre as duas prefeituras duram mais de dois anos. Em fevereiro de 2005 ficou acertado que Içara seria responsável pela topografia do local. O material foi enviado para a prefeitura de Jaguaruna no mesmo ano. Desde então, a discussão sobre o assunto entre as duas administrações municipais não havia acontecido novamente.
+ Segurança
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas