Canal Içara

Canal Içara

24 de novembro de 2020 - 01:00
Segurança »
Jovem é esfaqueada, tem carro e celular roubado por cliente em Içara
19/10/2020 às 16:51 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Lucas Lemos [Canal Içara]
“Não paro de chorar, mesmo assim, quero ser positiva e me recuperar o mais rápido possível. Vai ficar tudo bem, acredito. Deus me tirou dessa pois tem um propósito grande. Só quero justiça, que ele pague e seja preso. O que fez comigo, poderia fazer pior com outra pessoa”, indica Rebeka Curtts. Aos 28 anos, a jovem moradora de Criciúma teve cortes em diferentes partes do corpo e se recupera agora de uma tentativa de latrocínio que ocorreu em Içara no início da manhã de sábado, dia 17. O fato ocorreu no bairro Aurora, onde foi buscar um antigo cliente que reside na localidade. “Ele está foragido, mas sabe onde moro e estou com medo”, relata.

“Atendo este cliente há mais de sete meses. Dias antes, o cartão não passou e ele ficou de pagar. Até ligou às 2h de sábado, mas falei que já era tarde. Deitei para dormir e às 5h30 ele entrou em contato para me pagar e a gente sair novamente”, relembra. “Ele pediu para levar um amigo e eu aceitei, pois já o conhecida. Cheguei por volta das 6h e o cartão deu reprovado novamente. No que eu fui falar, vi que estava puxando uma faca por baixo da camiseta. Coloquei a mão para tentar impedir e avisei que minhas amigas sabiam onde eu estava”, detalha. Mas, logo em seguida o amigo deu um golpe, o cliente pegou o carro e fechou os vidros para tentar abafar seus gritos.

A dívida de R$ 1,4 mil subiria para R$ 3 mil com o novo programa, uma prática que, segundo a jovem, era recorrente. O cliente até então fiel à Rebeka tentou enforca-la no caminho até a comunidade de Vila São José. Mas ela buscou forças para resistir e se defender com as mãos e a cabeça até conseguir abrir a porta e se jogar para fora do Honda City tomado no assalto, já recuperado, contudo, ainda em posse da polícia. “Estou sem cabelos. Tive que raspar para poder levar os pontos. Levei mais de 100 pontos em todo o corpo. Um dos ferimentos quase chegou ao meu olho”, relata.



Apoio e repercussão nacional

A tentativa de latrocínio em Içara tomou projeção nacional nesta segunda-feira, dia 19. Alguns dos principais portais de notícias do país reportaram o trágico caso. E devido ao destaque, Rebeka também relata que tem recebido o apoio de muitas pessoas e organizações não governamentais que defendem os direitos dos transexuais.

"Eu acredito que tudo estava premeditado para roubar o meu carro", testemunha. “As pessoas já estão cansadas de ver tragédias com transexuais e não vão deixar este caso impune. Todo esse apoio tem me ajudado bastante. Estou careca, com o rosto rasgado, fraca, vomitando e com o dedo quebrado. Mas isso logo vai passar. O que eu quero é justiça”, afirma.

Conforme o delegado Marcelo Viana, da Polícia Civil de Içara, o caso aponta para latrocínio tentado devido a subtração do patrimônio e ainda aos ferimentos provocados, pela intensidade, com o propósito de matar a jovem. O crime não teve flagrante, por isso, qualquer prisão dependerá agora de autorização judicial preventiva ou temporária.
+ Segurança
Participe também com seus comentários

últimas notícias