Canal Içara

Canal Içara

23 de agosto de 2019 - 02:19
Segurança » Desabamento dos Correios
Márcio Peruchi é condenado
14/10/2008 às 10:15 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
A morte de quatro pessoas e o ferimento de duas, em 10 de agosto de 2005, resultou em uma única condenação. O engenheiro civil responsável pela construção do prédio onde estavam os Correios de Içara, Márcio Peruchi, terá que pagar indenizações e prestar serviço comunitário. A sentença do juiz Marco Augusto Machado Ghisi foi publicada na segunda-feira, dia 13.

Aos sobreviventes da tragédia, Peruchi precisará desembolsar 50 salários mínimos. Atualmente, isto corresponde a R$ 21 mil. Para as famílias das quatro vítimas fatais do desabamento, o valor é ainda mais alto. São 500 salários, cerca de R$ 210 mil. O serviço a comunidade deverá ser realizado durante dois anos e oito meses.

Conforme o juiz da comarca de Içara, o desabamento do prédio ocorreu por causa do excesso de peso e devido a falta de material adequado na obra. O último andar construído, liberado pela prefeitura, não poderia ser sustentado pelas vigas estruturais. O cimento utilizado não tinha resistência suficiente para isso.

No entendimento de Machado, O proprietário do prédio, José Manoel Cardoso, não teve culpa na tragédia. Sendo leigo no setor de construção, não caberia a ele indicar os materiais a serem utilizados. O mesmo acontece com o mestre-de-obras, Nelson Borges. Ele não foi responsabilizado pela estrutura fraca, pois o serviço que desenvolve deve ser coordenado por um engenheiro. Fato que não ocorreu. Apesar da sentença de Machado, a condenação de Peruchi ainda não é definitiva. Ele ainda pode entrar com um recurso.
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas