Canal Içara

Canal Içara

25 de agosto de 2019 - 06:10
Economia »
Plantação modelo de girassol é apresentada para agricultores
09/12/2007 às 19:35 | Lucas Lemos | jornalagoraonline.com.br
A produção de biodiesel em Içara poderá aumentar no próximo ano. Isto porque a cidade está sendo o local de pesquisas com girassóis. Através desta planta deverá ser coletado o óleo que virará combustível. Na quarta-feira, dia 5, técnicos, empresários e agricultores se reuniram em uma fazenda modelo para a realização de uma tarde de campo. Os dados apresentados fazem parte de um estudo da empresa içarense Biodiesel Sul.

Por enquanto, o plantiu não compensa a comercialização do produto. Cada hectare rende até R$ 1 mil. Já o custo para o cultivo está próximo aos R$ 600. Isto porque as poucas variedades de girassol, em Içara, estão sendo submetidas a testes. Em algumas foram utilizados diferentes tipos de máquinas e adubos. Onde a terra não foi nitrogenada o girassol ficou menor. A plantação modelo está sendo cultivada na comunidade de Sanga Funda.

De acordo com o proprietário da Biodiesel Sul, Antônio Cleber Gonçalves, as pesquisas estão sendo desenvolvidas para que os agricultores tenham uma outra cultura que seja rentável e que possa garantir mais qualidade de vida para os produtores. Por este motivo ele não desenvolve nenhuma pesquisa com a mamona. “O girassol é rico em proteína. Por isso, além de gerar a semente utilizada na produção do óleo, o talo da planta pode ser destinado a alimentação dos bovinos”, ressalta Gonçalves. “Já a mamona é tóxica e gera um óleo muito caro. Cada litro custa até R$ 4. Isto torna inviável a transformação deste óleo em um biocombustível que possa ser vendido no mercado”, completa.

Os estudos estão sendo realizados com quatro qualidades de plantas diferentes. Somente uma delas é estrangeira. Conforme o técnico agrícola Cássio Aurélio da Silva, a espécie argentina é a que apresenta o maior número de sementes por capítulo. Por isso, acredita-se que seja uma das melhores variedades da planta, que pode ser adotada pelos agricultores. Além do volume das sementes, o talo é mais alto do que o de outros tipos. Outra espécie que também se destacou é a H360. Conforme as pesquisas realizadas, esta espécie deverá ser mais rentável que a variedade argentina. Porém, este será um dado que poderá ser comprovado somente na segunda quinzena de dezembro. Até lá a planta ainda precisará passar pelo processo de amadurecimento. “O girassol demora 90 dias para se tornar maduro. A colheita das sementes acontece até 110 dias após o plantio”, explica Silva. “Não se deve demorar muito para recolher as sementes senão os pássaros estragam o capítulo”, completa.

Cada capítulo gera mais de 500 sementes. Em um hectare pode ser plantado até 50 mil girassóis. Assim, cada 10 mil metros quadrados rendem até 25 milhões de sementes. Isto representa até duas toneladas de grãos. “Quantidade não significa peso. É possível que a semente tenha tamanho mas não esteja cheia de nutrientes”, explica Silva.

Além do óleo, o girassol também é utilizado na produção de mel. Calcula-se que para cada hectare onde a planta é cultivada, as abelhas produzam de 40 a 60 quilos de mel. “Nossa expectativa é que a qualidade do mel seja superior a atual”, destaca Gonçalves. Segundo ele, o produto passa a ter mais valor quando a matéria utilizada pela abelha é o girassol. “Colocamos quinze caixas no meio da plantação para podermos realizar o estudo deste produto”, relata o produtor de mel José Laudelino da Silva.
Para Gonçalves, os estudos realizados com a planta irão beneficiar muitos agricultores. O objetivo é descobrir qual a melhor espécie para ser cultivada em Içara. Atualmente, só existem pesquisas feitas no Rio Grande do Sul e Paraná. “O resultado da pesquisa não será um segredo”, completa o técnico Silva.

Após a identificação com a variedade mais rentável, os agricultores passarão a ser incentivados a cultivar o girassol. Toda a produção de sementes será comprada pela empresa de biodiesel.

Assim como outras culturas, o girassol também rende duas safras por ano. A primeira é em maio e a segunda em dezembro. Assim, logo que é realizada a segunda colheita já se inicia o plantio da primeira safra do ano seguinte. “Um dos aspectos positivos desta planta é que a sua raiz equivale ao tamanho da planta. Por isso o girassol não torna o solo pobre. Ele utiliza os nutrientes que a chuva leva para até dois metros abaixo da superfície”, finaliza Silva.
+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas