Canal Içara

Canal Içara

01 de outubro de 2020 - 23:24
Segurança »
Balões soltos pelo fim do abuso infantil
18/05/2009 às 11:34 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
A Praça São Donato virou uma festa. É que na manhã desta segunda-feira, dia 18, o local recebeu crianças de todas as partes do município que, juntas e munidas de balões brancos, pediram paz e lançaram a ideia no ar. Além disso, aproveitaram os brinquedos colocados no calçadão central de Içara para esquecer os possíveis problemas que ameaçam a inocência delas. As atividades ainda continuarão até o final da tarde.

O evento “Pela Paz e Contra a Violência” faz parte do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data é lembrada por causa do assassinato e do estupro da menina Araceli, em 18 de maio de 1973. Porém, somente no ano de 2000 que o caso virou objeto de conscientização para o fim do abuso à inocência.

De acordo com informações contidas na Secretaria de Assistência Social de Içara, mais de 60 crianças estão sob orientação por causa de exploração infantil. E os motivos são variados. A gestora da pasta, Silvana Vasconcelos Cechinel, explica que há registros de violência física e psicológica. Os casos mais graves atingem 22 pessoas, que estão abrigadas em famílias acolhedoras.

“Não temos dados detalhados. A descrição sobre os casos de abuso à criança é fundamental para preservar a imagem delas. Por isso, poucas pessoas têm acesso a estas informações”, explica Silvana. Ainda conforme a gestora da Secretaria de Assistência Social, muitos problemas com as crianças de Içara não chegam ao conhecimento das entidades públicas. Por isso, é necessário reforçar a importância das denúncias.


- CONSCIENTIZAÇÃO É FEITA COM PANFLETOS

Além de brincadeiras, o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes também é lembrado com um trabalho de conscientização em Içara. Para isso, foram entregues folhetos aos pedestres que passaram pela Praça São Donato durante esta manhã. O material traz uma série de explicações, além de possuir números de telefones para denúncias. O do Conselho Tutelar é o 9994-4550. E o da Secretaria de Assistência Social, 3432-7247. Confira como um abuso pode ser identificado:

PSICOLÓGICA: também designada como tortura psicológica, ocorre quanto um adulto constantemente deprecia a criança, bloqueia seus esforços de auto-aceitação causando-lhe grande sofrimento mental.

FÍSICA: é um ato executado com intenção percebida, de causar dano físico a outra pessoa. O dano físico pode ir desde a imposição de uma leve dor, passando por um tapa, até o assassinato.

NEGLIGÊNCIA: acontece quanto os pais (ou responsáveis pela criança) falham em termos de alimentar, vestir, encaminhar a escoa, a saúde, etc., e quando tal falha não é o resultado das condições de vida além do seu controle.

ABUSO SEXUAL: pode ocorrer com ou sem contato físico. Sem contato físico, acontece quando o adulto de forma verbalizada seduz, sutilmente descreve práticas sexuais, usa linguagem de conteúdo erótico, etc.. Com contato físico, ter ou manter relação genital, sexo anal, sexo oral, contato manual com os órgãos sexuais descobertos, com ou sem penetração de dedos, contato com os seios desnudos, beijos eróticos, toque sexualizados nas nádegas, coxas, pernas, etc.. Forma visualizada, colocar a criança ou o adolescente em contato com materiais pornográficos; presenciar relações sexuais, exibição sexual dos órgãos genitais, espionar ou olhar de forma ostensiva partes do corpo, causando-lhes constrangimento.

EXPLORAÇÃO SEXUAL: apresenta-se em quatro modalidades: prostituição, turismo sexual, pornografia e tráfico para fins sexuais. Consiste na utilização da criança ou adolescente com objetivo sexual, o pagamento se dá de diversas formas: espécie, serviços ou favores (casa e comida).
+ Segurança
Participe também com seus comentários

últimas notícias