Canal Içara

 
17 de agosto de 2022 - 10:53
#Cotidiano #Economia #Política #Segurança #Esportes +Leitor-repórter +Guia Içara
Economia »
Taise Domiciano: Um guia para pensar de forma inovadora
Métodos SCAMPER são faíscas que provocam o pensamento divergente para novas soluções
02/08/2022 às 08:36 | Taise Domiciano
A busca por inovação é constante. Boa parte das empresas já se deram conta que entregar mais do mesmo, não é garantia de manter seu cliente satisfeito. É preciso achar formas de manter seu produto ou serviço relevante. Mas como fazer isso?

Tem momentos que não conseguimos pensar em novas alternativas, parece que esgotamos todas as possibilidades, não enxergamos nenhuma oportunidade em meio ao caos. Para isso, existe o SCAMPER, um técnica de geração de ideias, um modelo estruturado que te guia em um brainstorming.

Essa técnica foi desenvolvida por Bob Eberle, um administrador educacional, com o objetivo de aumentar o alcance das ideias, e facilitando a habilidade de pensar em novas soluções e alternativas.

SCAMPER é um acrônimo, ou seja, cada letra representa uma palavra, que são: Substituir, Combinar, Adaptar, Modificar, Propor outros usos, Excluir, Reordenar. Agora você já entendeu no que a técnica consiste, vamos entender como aplicá-la.

Identifique um problema a ser resolvido, esse vai ser o ponta pé inicial dessa dinâmica. Deixe evidente qual é o problema que estamos tentando resolver, você pode escrever em um papel e deixar a vista de todos. Problema definido, agora podemos começar a usar as palavras do SCAMPER. Vejamos:

Substituir

A primeira letra é substituir, nesta etapa, nós realizamos um estudo acerca do problema em questão e procuramos algo que possa ser substituído no produto, serviço ou processo.

Perguntas orientadoras
• O que posso substituir para melhorar?
• Como posso substituir o lugar, o tempo, os materiais ou as pessoas?
• Posso substituir uma parte por outra ou mudar qualquer parte?
• Posso substituir alguém envolvido?
• Posso usar outros ingredientes ou materiais?


Combinar

Chegou o momento de observar se podemos combinar aquele produto, serviço ou processo em questão (foco do problema) com alguma outra coisa, de modo a estimular novas criações.

Perguntas orientadoras
• Que ideias, materiais, recursos, processos, pessoas, produtos ou componentes posso combinar?
• O que posso combinar para maximizar o número de usos?
• O que posso combinar para reduzir os custos de produção?
• Quais materiais eu poderia combinar?


Adaptar

O que pode ser adaptado ou ajustado. Às vezes, é necessário introduzir alterações para satisfazer as preferencias de seus usuários.

Perguntas orientadoras
• Qual parte do produto eu poderia mudar?
• Posso buscar inspiração em outros produtos ou processos, mas em um contexto diferente?
• Quais ideias eu poderia adaptar, copiar ou emprestar de produtos, serviços ou processo?
• Que processos devo adaptar?


Modificar

Este é o momento de analisar seu produto, serviço ou processo e entender o que precisa ser otimizado ou o que precisa ser amenizado.

Perguntas orientadoras
• O que posso ampliar ou fazer maior?
• O que posso baixar o tom ou apagar?
• Posso adicionar recursos extras?
• Como posso agregar valor extra?
• O que você pode remover ou fazer menor, condensado, mais baixo, mais curto ou mais leve?


Propor outros usos

A equipe deve analisar se esse produto, serviço ou processo, poderia ser usado para outras coisas também. Quais possibilidades podem ser exploradas?

Perguntas orientadoras
• Para que mais pode ser usado?
• Como uma criança o usaria?— uma pessoa mais velha?
• Como as pessoas com diferentes deficiências o usariam?
• Qual outro grupo-alvo poderia se beneficiar deste produto?
• Que outro tipo de usuário precisaria ou quer meu produto?
• Quem ou o que mais pode ser capaz de usá-lo?
• Há novas maneiras de usá-lo em sua forma ou forma atual?


Excluir

Reflita, será que há algo aqui que possa ser excluído, que não faça sentido para nossos usuários?

Perguntas orientadoras
• O que posso remover sem alterar sua função?
• Posso reduzir o tempo ou os componentes?
• O que aconteceria se eu removesse um componente ou parte dele?
• Como posso simplificar isso?
• O que não é essencial ou desnecessário?
• Posso eliminar as regras?


Reordenar

Aqui você deve ser perguntar, como pode reorganizar, reordenar o produto, serviço ou processo.

Perguntas orientadoras
• O que posso reorganizar de alguma forma – posso trocar componentes, o padrão ou o layout?
• Posso mudar o ritmo ou o horário?
• O que eu faria se parte do seu problema, produto ou processo funcionasse ao contrário?
• Posso reorganizar de que forma isso acontece?


Agora você já sabe como o método funciona. Que tal experimentá-lo? Podemos dizer que o métodos SCAMPER, é um conjunto de faíscas, que provocam o pensamento divergente, aquele que nos leva a pensar em alternativas não pensadas de forma natural. Ele ajuda você a percorrer novos caminhos em busca de soluções inovadoras.
Taise Domiciano é palestrante, professora, pesquisadora de futuros, facilitadora e mentora em criatividade, inovação e futuros.
Participe também com seus comentários

 COBERTURAS ESPECIAIS
últimas notícias

Conheça as marcas que potencializam o crescimento da cidade
Coberturas especiais